Quais são seus maiores talentos?

A parábola contada no novo testamento, reflete muito bem nossos dias atuais. Nossos talentos devem ser empregados para trazer resultado para nossa vida e para a coletividade. Talento não utilizado é talento morto.

Para utilizarmos nossos talentos e não acabarmos vivendo uma vida amorfa, é necessário fazermos um mergulho em nós mesmos.

O que estamos fazendo com nossos talentos?

RESUMO DA PARÁBOLA DOS TALENTOS

“A um deu cinco talentos, a outro, dois e a outro, um, a cada um segundo a sua própria capacidade; e, então, partiu.” (Mt 25.15).

Jesus ilustra a história de um homem, provavelmente rico, que se ausentando de seu país, chama alguns de seus servos e lhes dá talentos para que administrem enquanto estiver fora. Cada um desses servos recebeu uma quantidade. O homem, depois de muito tempo, retorna e resolve acertar contas com os três servos que estavam incumbidos de administrar suas riquezas. Dois deles administraram muito bem, porém, aquele que recebeu menos foi duramente criticado e punido, pois não fez aquele talento que recebeu render durante o tempo de ausência do seu senhor.

A primeira coisa a esclarecer sobre essa parábola é que o “talento” que é mencionado aqui nada tem a ver com “talento” no sentido de dons e capacidades. O talento era uma espécie de peça de ouro ou de prata e era muito valioso.

Porém, podemos perfeitamente fazer um paralelo com os dias de hoje. Todos nós temos nossos talentos (dons, capacidades, possibilidades, oportunidades, etc, etc) para usarmos e multiplicarmos em nossa vida.

Na parábola, como na vida, mesmo aquele que recebeu apenas um talento, recebeu algo precioso e de muito valor e podia fazer esse talento frutificar.

Temos muitos dons e talentos que ficam esquecidos, relegados ou não revelados para nós e para os outros. Isso acontece porque não ousamos, não investigamos, não nos conhecemos. Muitas vezes, também, temos medo de viver uma vida cheia de plenitude. Medo de não dar certo, medo dos riscos, medo de nos frustrarmos.

Os três homens da parábola que receberam talentos foram cobrados pelo uso que fizeram de seus talentos porque receber talentos é também receber responsabilidades.

O que você faz de melhor? Quais são seus verdadeiros talentos?

Colocar em prática seus maiores talentos, é dar ao mundo a oportunidade de ver o que há de melhor em você! Pense nisso!

P.S: No dia de hoje, minha homenagem àqueles que estavam no vôo que levava o time da Associação Chapecoense de Futebol. Pessoas talentosas que emocionaram o mundo com sua arte e seus talentos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *